Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

acimadetudoviver

acimadetudoviver

Confusão

19.12.13, acimadetudoviver

Quando fiquei grávida vários pensamentos me assolaram, todos tipicos de uma mãe de primeira viagem e que vai aprender a viver essa etapa nova sozinha e sem rede, o que se por um lado é gratificante porque vão ser muitas as vezes que nos sentimos realizadas, por outro lado quando as coisas correm menos bem vamos sentir que somos as piores mães do mundo. Assim, o meu maior receio era que o meu filho se tornasse dependente de mim e eu por acréscimo dependente dele, houve alturas em que acreditei que estava a conseguir e de facto o meu filho era uma criança independente, agora passados 6 anos vejo que apesar de ele ter uma vida preenchida, passar fins-de-semana com os avós, com o pai, com os tios, quando analisamos o dia-a-dia e ele tem de me dividir com outra pessoa temos um problema e as birras são uma constante, dou por mim muitas vezes sem saber como contornar a situação, pois afinal eu estive sempre lá para ele e continuo a estar mas chego à conclusão que não consegui fazê-lo entender que eu encarno várias "personagens" uma delas é o ser mãe e a outra é o ser mulher e o meu filho tem díficuldade em entender essa situação. São situações distintas numa mesma pessoa que eu estou a ter dificuldade em gerir e em explicar ao meu filho que o que eu sempre fui para ele vou continuar a ser, mas que a minha vida continua para além disso.

É possivel que este texto esteja um pouco confuso fruto da confusão que vai na minha cabeça.