Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

acimadetudoviver

acimadetudoviver

As minhas coisas

14.10.15, acimadetudoviver

Já aqui escrevi algumas vezes do gosto que pela bricolage, só tenho pena de não ter mais tempo para me dedicar, aliás este blog foi criado com o propósito especifico de ir colocando peças que iam sendo reabilitadas, ou que passariam a ter outras funções, mas o meu trabalho não me permite ter tempo livre suficiente para isso e eu não me posso dedicar a 100% à bricolage. Assim, vou fazendo quando posso.

Estou a terminar a minha cabeceira de cama, e estou deveras satisfeita com o resultado, vai ser nada mais do que 2 paletes pintadas, neste caso de azul e branco, a parte azul já está e ficou com uma cor fantástica, espero conseguir em breve acabar de pintar para poder finalmente coloca-la no sitío onde ela vai morar, ou seja, por trás da minha cama.

Não prometo mas vou tentar tirar umas fotos para mostrar como ficou. 

"Banho" de Realidade

02.10.15, acimadetudoviver

Hoje, depois de ter passado os meses de Verão a arrastar-me, sempre cansada, sempre com sono, fui ao médico e apesar de ter saído de lá com prescrição para fazer exames, a minha querida médica disse que o que eu tenho é STRESS, que tenho que arranjar com urgência tempo para fazer qualquer coisa que quebre a minha rotina de trabalho-casa-trabalho. E eis que me lembrei de uma coisa que há uns meses o meu filho disse: -" quando moravamos na Parede a minha mãe ia correr todos os dias para a praia!", e isto era o meu escape diário para quem na altura trabalhava 12 hora/dia.

Claro que fico satisfeita de a prescrição médica ser para fazer uma coisa que eu até gosto, mas ao mesmo tempo parece tão complicado encaixar 1 hora no meu dia para descontrair, logo eu que passo a vida a encaixar horas no meu dia para trabalhar, vou mesmo ter que fazer um esforço.

 

O Sabor que as Coisas Têm

01.10.15, acimadetudoviver

Eis que chegou Outubro com o amanhecer mais tarde, com o anoitecer mais cedo (infelizmente, isto é o que tem de mau esta época do ano) mas continua os dias quentes que sabe tão bem e o trabalho faz-se melhor.

Gosto deste mês, assim morno, com as suas manhãs frescas e as noites também em que apetece ficar enroscada no sofá, gosto de sentir a praia nesta altura do ano, tem um gosto especial, há um cheiro acentuado a maresia que se entranha na pele e sabe tão bem, gosto do sol que já não queima mas que aquece e conforta.

Houve tempos em que tive o privilégio de morar e trabalhar a 100 metros da praia e sempre que podia era lá que me refugiava, se me queriam encontrar era lá que estava, desses tempos é o que me faz falta, a facilidade com que chegava ao mar, à areia, ao sol. Agora não estou muito longe, mas não chego com a mesma facilidade, e isso às vezes faz toda a diferença.

Esta semana o meu filho perguntou-me:

- " mãe, se gostas tanto de praia porque não vais mais vezes?"- eu fiquei a pensar na resposta e a resposta que dei não deveria ser esta mas foi.

- " porque há sempre coisas para fazer e eu acabo por pôr a praia em segundo plano." - e eis que o meu filho adivinhando os meus pesamentos dá a resposta correcta.

- " então da próxima vez que tiveres coisas para fazer deixas essas coisas de lado e vais à praia!"- eu adoro o meu filho e a simplicidade do seu raciocínio, é isto que é ser criança, e onde foi que eu perdi esta simplicidade?