Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

acimadetudoviver

acimadetudoviver

Histórias que nos compõem

06.05.16, acimadetudoviver

Há sempre um momento em que recordamos outros momentos, outras sensações, outras pessoas e outras histórias. A vida é feita de histórias que podem ou não desencadear outras, mas que nos compõem enquanto pessoas.

Dei por mim a pensar em pessoas que fizeram parte da minha vida de forma fugaz mas que houve momentos que cheguei a pensar até que ponto eu gostaria que pudessem ter tido um papel activo na minha vida. Às vezes não é fácil gerir emoções, eu tenho tendência para amores platónicos e para fantasiar com isso, uns passam outros tornam-se realidade.

Actualmente um desses amores platónicos tornou-se realidade, sem ninguém prever, foi assim como se tivesse adormecido à espera do tempo certo para acordar e dar vida aos intervenientes. Pensei muitas vezes até que ponto seria bom para mim que esse amor platónico renascece das cinzas, após alguns momentos sinuosos acho que agora tomou a forma como faz mais sentido.

Sinto-me bem, agora sinto que é um amor saudável, de companheirismo, de partilha de emoções e momentos que fazem sentido para os dois. Já momentos houve em que questionei senão teria sido leviano ter trocado uma amizade por um amor, às vezes acho que somos menos exigentes com os amigos, perdoamos mais e mais facilmente.

Não tem a ver com o amar menos, tem a ver com um amor mais saudável, mais compreensivo, quando amamos alguém enquanto partilha da nossa vida a exigência aumenta, quase como se quisessemos atingir a perfeição, a pleinitude de algo irrepreensível.

Eu hoje estou particularmente filosófica, não sei o que se passa... não deve ser nada, deve ser só o pensamento a fluir naturalmente, em oposição ao post que escrevi ontem. 

...

05.05.16, acimadetudoviver

Hoje este post vem em forma de pergunta  porque será que eu só consigo escrever de uma forma mais emotiva quando a vida me corre menos bem? Não sei se acontece com todas as pessoas mas comigo é imperativo, quando estou feliz, quando tudo flui naturalmente sem precalços parece que tenho mais dificuldade em exprimir o que me vai no coração. Agora quando estou menos bem, ou quando alguma coisa sai daquilo que seria expectável, eis que a minha veia emocional vem ao de cima e é um descrever de emoções que não tem explicação.

E poderia ser um texto triste carregado de negativismo, nada disso! Normalmente expressam o que de melhor há em mim, não sei se de alguma forma acredito que é um desejo e assim por escrito talvez se torne realidade, ou se é mesmo assim: que é preciso "sofrimento" para poder produzir algo mais feliz, mais emotivo.

Fica a dúvida!