Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

acimadetudoviver

acimadetudoviver

Escrever

14.11.13, acimadetudoviver

Quando comecei este blog não imaginei que isto pudesse ser viciante, achava que era só mais uma forma de distracção como ler um livro, passear ou ver televisão, mas não, parece que me falta qualquer coisa se passo um dia sem escrever alguma coisa, nem que seja a maior parvoíce, nem que não tenha qualquer  interesse, mas é o que me vai na alma. Embora eu goste muito de escrever "à mão" porque gosto do cheiro da tinta no papel e gosto de sentir o papel, ainda não passei pelo síndroma da folha em branco e não saber sobre o que escrever, talvez por ainda estar no ínicio, não sei!

A propósito de escrita à pouco tempo li uma entrevista a uma jornalista portuguesa, Manuela Azevedo, a primeira mulher jornalista em Portugal e fiquei apaixonada porque esta senhora é tudo o que eu o que eu sempre acreditei que era o jornalismo, a forma como ela viveu tudo isso e a garra de trabalhar em jornal em tempos de censura em Portugal é absolutamente extraordinário, mas isto a propósito de ela dizer exactamente que deixou de trabalhar no dia  que lhe foi pedido para escrever os seus textos à máquina, pois ela sentia o mesmo que eu ao escrevê-los à mão e fiquei contente porque na era dos computadores eu achei que o que se passava comigo era inédito, assim ainda bem que alguém pensa da mesma forma que eu em relação à escrita. 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.