Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

acimadetudoviver

acimadetudoviver

A idade com que me vejo

29.06.16, acimadetudoviver

Lembro-me de ser miúda e de querer ser crescida, de querer ser "independente", nem eu na altura sabia  o que isso queria dizer", queria fazer o que me apetecesse. Entretanto fui crescendo, a idade foi avançando, as responsabilidades foram aumentando, o dia da independência chegou e com isso uma série de outras coisas que fazem parte do crescimento e da idade e hoje com a idade que tenho 38 anos (quase), penso não é possível, alguém no meu percurso deu-me a beber uma poção mágica que fez acelarar o tempo e aqui estou eu com estes anos todos sem me sentir verdadeiramente com esta idade.

Eu acreditava que quando fosse mais velha, que quando chegasse à idade que tenho agora que me iria sentir de maneira diferente, que teria um comportamento diferente, que a minha vida seria de outra forma, afinal eu continuo a sentir-me como se fosse adolescente.

Eu se calhar não deveria senthir-me assim e muito menos assumi-lo em público, pois afinal de contas eu sou mãe há quase 9 anos e fui mãe com plena consciência do que estava a fazer e do que a minha vida iria mudar, embora depois na prática isso tivesse representado um período de adaptação.

O que eu quero dizer com tudo isto é que nem sempre a nossa idade mental é igual à nossa idade real, se é que se pode pôr as coisas desta forma, eu às vezes tenho alguma dificuldade em expressar o que sinto, sobretudo quando eu tenho a ideia que sou muitas vezes um extraterreste no meio dos comuns mortais, mas isto é uma ideia que não é de hoje sempre me senti assim.

Bom, para finalizar e por esta ordem de  ideias é provável que chegue aos 80 anos a pensar e a sentir que tenho 40, só espero que seja também fisicamente e não só mentalmente.