Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

acimadetudoviver

acimadetudoviver

As Férias Grandes

04.08.14, acimadetudoviver

Estes dias de sol e calor que se prolongam e parecem nunca mais ter fim remete-me para o tempo em que eu tinha 3 meses de férias e chegava-me  a cansar de tantas férias em que os dias eram de facto infindáveis, começavam cedo, íamos para a prais de farnel aviado e passavamos lá o dia entre brincadeiras na água e meia dúzia de minutos quietas para comermos, não muito, pois as brincadeiras não podiam esperar e metiam invariavelmente banhos de mar.

Sempre vivi perto do mar por isso para mim Verão sempre foi sinónimo de praia e mesmo quando íamos de férias, elas eram repartidas entre a calma do Alentejo e o corropio do Algarve com mais praia e para comemorar o arroz de berbigão da minha avó que ainda hoje sinto o sabor e o perfume que pairava lá em casa.

Há coisas que não consigo esquecer e que tem sabor a Verão e a férias, são as doces recordações de momentos bem passados. O melhor doce de tomate do mundo feito pela minha tia com muito amor e ternura que é como deve ser tem um sabor inigulável que jamais esquecerei e que me enche de tristeza sempre que tento encontrar aquele sabor, aquela textura, aquele amor porque tudo o que é feito com amor tem outro sabor.

Para mim férias grandes é sinónimo de paz, de calma, de minutos transformados em horas sem  pressas, como se um dia fosse feito de muitos minutos e muitas horas e tudo avançava muito devagar para que se pudesse saborear cada momento, cada instante.

As férias grandes trazem-me boas recordações de momentos passados com amigos, com família que me deixam no rosto um sorriso de felicidade por ter tido o privilégio de tão doces momentos.

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.