Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

acimadetudoviver

acimadetudoviver

Livros

As 50 Sombras de Grey - E.L.James

26.09.20, acimadetudoviver

Já muito se falou sobre esta trilogia, já li todo o tipo de critíca e já ouvi todo o tipo de opiniões, há quem tenha gostado, há quem tenha detestado, quem não tenha passado do 1.º capítulo, quem tenha devorado cada livro em dois dias. 

Eu sou muito cuidadosa a emitir opiniões, dificilmente falo sobre o que não conheço nomeadamente no que diz respeito a livros ou filmes, nem sempre a minha opinião vai de encontro ao que a maioria das pessoas gosta ou não gosta, em relação a estes livros ainda não os tinha lido ou simplesmente pegado neles em qualquer escaparate de livraria ou supermercado.

Este Verão foi mais uma novidade e eis que resolvi ler a autora de que toda a gente fala e como se não bastasse em vez de ler em livro decidi apostar no e-book, que foi uma coisa que eu achava que não ia ser fácil nem captar a minha atenção afinal eu sou muito pelos livros físicos, gosto do toque das folhas e do cheiro da tinta de impressão no papel, foi uma surpresa pois não só me adaptei como também foi fácil me concentrar na leitura.

Agora voltando às "50 Sombras de Grey" pode não ser uma obra prima, que não é, definitivamente não podemos comparar  E.L.James a Emily Brontë ou mais recente a Daniel Silva, mas também não é nenhum romance de "cordel", lê-se bem, prende facilmente a atenção, acredito que tenha tido muito trabalho de pesquisa sobre o tema e que a autora não se tenha baseado só em filmes pornográficos básicos ou sex-shops e em alguns pormenores conseguimos perceber o rigor britânico(embora a história seja passada na América, a escritora é inglesa), sobretudo na questão de haver um acordo escrito e o facto de a relação começar como se de um "emprego" se tratasse. Resumindo, gostei, em semana e meia despachei os 3 livros, lá está, é uma história leve apesar de ser um tema pouco comum, o sadomasoquismo, não tem nenhuma mensagem recriminatória, é apenas uma história, não coloca rotúlos nem faz menção se é certo ou o errado, o importante a retirar desta história é perceber que entre duas pessoas com amor ou não, o sexo tem que ter respeito e o mais importante que quando é sim é sim e quando é não é não seja para o que for e como for. Para mim foi o mais importante que retirei desta trilogia, de resto nada me choca, senti-me bem a disfrutar da história e como em qualquer outro livro que leia consegui me transportar para o enredo e viver através dos olhos das personagens.

Talvez o livro que gostei menos foi "As 50 Sombras Livre" pois achei que tinha perdido o erotismo dos outros 2 volumes, já estava mais romanceado, já era uma história mais mundana com umas cenas de sexo pelo meio.

Curiosamente quando terminei de ler a trilogia passou o filme na Fox, também ainda não tinha visto e fiz questão de ver para ter a certeza de que o livro supera a ficção, não sei como são os outros filmes mas o primeiro eu achei-o redutor, não faz jus à história e aí sim faz parecer que se trata de um romance de cordel, neste caso sou obrigada a dar ouvidos à critica de cinema, não consigo perceber o que gosto menos, se o modo como as personagens encarnaram a história, não se enquadram nada ou se os diálogos, também não estão nada bem delineados e eu não percebo nada de linguagem cinematográfica é só a minha opinião, depois todo o enredo do filme acaba por se perder completamente, parece que as cenas são feitas sem qualquer fio condutor. Enfim o livro conseguiu-me transportar para a história, o filme nem por isso.